CNIS: Como consultar o extrato pela internet

Saiba como ter acesso as informações do Cadastro Nacional de Informações Sociais, o CNIS online

Até pouco tempo atrás para que fosse possível consultar o extrato CNIS – ou extrato Previdenciário, o contribuinte precisava ir pessoalmente ao INSS. Depois parte dos serviços foram passados para o modo “online”, mais ainda sim era preciso ir até o INSS para conseguir uma senha chamada CADSENHA, que dava acesso ao CNIS e outras informações através da internet.

Porém hoje é possível consultar este extrato através do portal MEU INSS, apenas com seu cadastro pessoal no sistema Cidadão.br, onde o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) irá puxar automaticamente as suas informações e permitir a visualização do seu CNIS e também a impressão caso seja necessário.

Confira a seguir como realizar esta consulta.

O que é o CNIS?

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) é um relatório do INSS, um documento muito importante, que apresenta todas as conexões de um CPF/NIT com a Previdência Social.

No CNIS o trabalhador pode conferir informações relacionadas aos seus vínculos empregatícios, incluindo nome do empregado e empregador, período trabalhado, contribuições realizadas ao INSS, remunerações, entre outros.

Este é um documento de caráter informativo, utilizado por contribuintes individuais, trabalhadores da iniciativa privada ou qualquer outro prestador de serviços, desde que tenha vínculo com o INSS.

Como consultar o extrato CNIS no portal Meu INSS?

Para realizar esta consulta é bem simples. Primeiramente acesse o portal do Meu INSS:

  • No canto superior direito clique em “Login”. O menu Extrato CNIS já é exibido assim que você acessa o portal, porém sem a realização do login um cadeado será exibido, juntamente com a mensagem “Este extrato precisa de autenticação”;
  • Se você já possui cadastro no cidadão.BR basta inserir o seu CPF, a senha cadastrada, selecionar a caixa “Não sou um robô” e então logar no sistema. Autorize-o na próxima mensagem, onde o Cidadão.br informa que terá acesso a informações como CPF, NIS e nome completo;
  • Caso tenhas dúvidas sobre o Meu INSS, e como ter acesso a todos os serviços do portal leia nosso artigo.

Agora você já tem acesso a todas as informações sem precisar ir na agência.

Depois de realizar o login no portal do MEU INSS, vá até o menu lateral e clique em “Extrato CNIS”.

Então será exibido uma tela com todas as relações previdenciárias, dados cadastrais e elos. As informações são apresentadas em sequência, com filiação, início e fim do contrato e última remuneração.

Caso queira imprimir o relatório clique em “Imprimir” no canto inferior direito da tela.

O extrato é fundamental principalmente para cálculos previdenciários, muito solicitados por advogados.

Como fazer o cadastro no cidadão.br?

Se você ainda não possui o cadastro no sistema de proteção do INSS, basta clicar em “login” e então na próxima janela em “Cadastre-se”, botão localizado no canto inferior esquerdo.

  1. Então será solicitado o seu CPF, data de nascimento, nome completo, nome completo da mãe e o estado de nascimento.
  2. O sistema na próxima página irá realizar diversas perguntas pessoais, que só o titular será capaz de responder, como por exemplo, alguma empresa que já trabalhou, o período em que trabalhou se já recebeu
  3. Algum tipo de benefício nos últimos anos, entre outros.
  4. Após todas as respostas estarem certas, o sistema irá gerar uma senha provisória de acesso.
  5. Então clique em “Desejo acessar”. Uma nova janela será exibida e então você poderá redefinir a senha do seu cadastro. A sua senha deverá ter mais de nove caracteres, composta por letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos.
  6. Clique em “Alterar”.

Contato com o INSS

Se ainda restar dúvidas sobre o processo de impressão do extrato CNIS, basta entrar em contato com o INSS através do telefone 135.

Lembrando que o INSS não solicita nenhuma informação por email ou realiza ligações para os contribuintes. Todo o contato é feito através de carta registrada. Não informe seus dados.

Categorias INSS

Deixe um comentário