Menu

Boato sobre a prova de vida do INSS

Nesta última semana um boato se espalhou pelas redes sociais, onde já na segunda-feira, dia 21 de janeiro, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPT) e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já se manifestaram sobre o caso, alertando os beneficiários sobre as regras da Prova de Vida.

Segundo os órgãos competentes não houve qualquer alteração com relação as regras da prova de vida. Este é um mecanismo obrigatório para que todos os aposentados e pensionistas do INSS tenham direito de receber seus benefícios, independente de ser através de um depósito na conta corrente, poupança ou através do saque com o cartão magnético do INSS.

A prova de vida, como o próprio nome é bem sugestivo, serve para que os beneficiários comprovem que estão vivos. Essa comprovação é feita anualmente, de forma presencial em uma das agências do banco pagador do benefício.

Datas de comparecimento

A prova de vida tem a sua data conforme as regras de cada banco pagador, variando entre eles. Há alguns que optam pela prova de vida na data de aniversário, outros  pela data de “aniversário” do benefício concedido e também há alguns bancos que optam por convocar os beneficiários para a prova de vida, um mês antes do vencimento do prazo de um ano desde a última prova de vida.

O boato

Neste boato sobre a prova de vida, os segurados eram informados que o prazo máximo para todos realizarem o procedimento era no dia 28 de fevereiro. A SEPT e o INSS informam que é para os beneficiários desconsiderarem esta data. Ela é uma referência a prorrogação de 2018 e não se aplica ao caso.

Porém é sempre preciso estar atento ao comprovante de pagamento, nele vem descrito quando é preciso realizar a prova de vida. Se o banco opta pelo recadastramento através da data de aniversário e ele cai justamente em fevereiro, então é preciso se atentar a este detalhe.

Consultando a data certa

Além de sair impresso no comprovante de pagamento, o beneficiário pode consultar diretamente o banco pagador para avaliar a data correta da prova de vida.

Quem deixa de fazer a prova de vida, tem o benefício automaticamente suspenso, sendo necessário ir até o INSS para regularizar a situação.

Compartilhe no Facebook

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *