Menu

Aposentadoria por Tempo de Serviço

A previdência social é o órgão público responsável pela aposentadoria do trabalhador brasileiro. Essas aposentadorias podem ser obtidas de diversas formas, a mais comum é através do tempo de serviço e contribuição, e este é o tema desse artigo. A aposentaria por tempo de serviço, diferente das aposentadorias por idade, não reporta diferenças entre os trabalhadores urbanos e rurais, ou seja, os dois grupos devem preencher os mesmos requisitos para conseguir a aposentadoria.

A aposentadoria por tempo de serviço está divida em duas categorias: a aposentadoria por tempo de contribuição integral e aposentadoria por tempo de contribuição parcial. A integral é mais fácil de calcular, já que o único requisito para esse tipo é ter 35 anos de contribuição previdenciária para homens e 30 anos para mulheres, não precisando preencher algum requisito de idade mínima.

Já a de tempo de contribuição parcial é preciso que o homem tenha 53 anos de idade, 30 anos de contribuição e 40% do que faltava para esses 30 anos em 1998. Para a mulher é praticamente o mesmo, apenas reduzindo as datas para 5 anos a menos, ou seja, ter 48 anos, 25 de contribuição e 40% do que faltava para 25 de contribuição em 1998. Essa diferença ocorre, pois em 1998 a lei foi transformada, acarretando nesses dois tipos de aposentadoria. Vale ressaltar que os aposentados por tempo de contribuição integral têm ganhos maiores do que os de contribuição parcial.

Faça a simulação do tempo de Aposentadoria

aposentadoria-tempo-servico

Como aposentar por tempo de Serviço no INSS

Para conseguir esse tipo de aposentadoria é necessária a contribuição regular do segurado para a previdência. Esse pagamento, se o segurado for empregado, deve ser feito pela empresa/pessoa que o contrata em desconto direto na folha salarial. Tal desconto varia entre 8% e 11%, dependendo do salário da pessoa. Já para os trabalhadores autônomos, a forma de contribuição é diferente, sendo feita através de um carnê, o preço que o autônomo paga deve corresponder a 20% dos seus ganhos mensais, tendo o limite máximo de contribuição R$ 831,80 mensais. Esses carnês podem ser encontrados nas agências e no site da previdência social e podem ser pagos em qualquer banco.

Caso a pessoa tenha passado algum tempo integrando as Forças Armadas do Brasil, esse tempo também pode ser contado como contribuição, desde que busque e conquiste um certificado de comprovação da Força a qual tenha servido (Aeronáutica, Exército, Marinha). Para conseguir a aposentadoria, é necessário que o trabalhador preencha um tempo mínimo de contribuição mensal, chamado de carência. Esse mínimo deve ser de 180 meses para quem começou a trabalhar a partir de julho de 1991, antes dessa data é necessário que o trabalhador consulte junto ao órgão, o seu período de carência.

Tendo cumprido todos os requisitos para a aposentadoria, é chegada a hora de reaver o direito previdenciário e, para isso, é necessário, primeiramente, agendar seu atendimento na agência da Previdência Social. Esse agendamento pode ser feito pelo número 135, de segunda a sábado, a partir das 7h, até as 22h. Após esse agendamento, no dia do atendimento é importante o trabalhador não se esquecer do documento de identidade, do CPF e a carteira de trabalho no caso do trabalhador empregado, e os guias dos carnês se for autônomo, após esse primeiro atendimento, outros documentos podem ser requisitados.

Utilize nossa calculadora para saber em qual ano vai se aposentar.

Compartilhe no Facebook
5 Comments
  1. valdemar custodio carvalho agosto 19, 2015
  2. lucilena colombaro março 29, 2016
  3. Reginaldo abril 22, 2016
  4. neide abril 24, 2016
  5. Edinéia Soares janeiro 8, 2017

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas de Aposentadoria
no seu email

Receba grátis no seu email dicas sobre aposentadoria e como ganhar mais