Menu

Aposentadoria: Reforma pode diminuir em até 30% valor do benefício

Com todo o turbilhão na política do país, a reforma da Previdência está parada. A base aliada do Governo garantiu que a votação para a Reforma deve ficar somente para o segundo semestre deste ano. Atraso que pode ser comemorado por alguns, mas deve servir de atenção para outros.

O adiamento na votação, sem dúvida, enfraquece cada vez mais o pedido de mudanças nas regras da aposentadoria pelo atual Governo. Esta é a boa notícia para quem está próximo de se aposentar e, não quer ser afetado pelas possíveis alterações na Previdência Social.

A má notícia, é que caso seja aprovada, o trabalhador que se aposentar pelas novas regras da reforma, poderá receber um benefício até 30% menor do que a regras atuais. Isto porque com as novas regras, o trabalhador só receberá o benefício de 100%, caso contribua por 40 anos com INSS. Diferente da regra atual, que exige somente 30 anos de pagamentos à Previdência.

aposentadoria-regras-reforma

Como é a regra atual de aposentadoria

A atual regra para aposentadoria, chamada de fórmula 85/95, garante um benefício de 100% para os trabalhadores que completem a pontuação exigida, que é de 85 para mulheres e 95 para homens. Este número corresponde a soma da idade e do tempo de contribuição do segurado. Aliado a essa regra, é necessário também que o trabalhador tenha contribuído por um tempo mínimo com o INSS. São exigidos 30 anos de contribuição ao INSS para mulheres e 35 para homens.

Desta forma, o trabalhador que atingir a fórmula 85/95 e cumprir o tempo de contribuição mínimo exigido, terá direito a receber o valor integral de seu benefício, sem sofrer com reduções do fator previdenciário (cálculo para redução do benefício em virtude do baixo tempo de pagamento ao INSS, saiba mais.)

É importante destacar, que a regra 85/95 vale até dezembro de 2018. Após esta data, será aumentado 1 ponto a cada 2 anos, até chegar a nova fórmula de 90/100.

Quem contribui menos também pode aposentar

O trabalhador que não cumpriu o tempo mínimo de contribuição da regra 85/95, também pode ser aposentar, mas irá sofrer com descontos do fator da previdência. Nestes casos, o salário de benefício não será de 100%, diferente de quem completou os 30/35 anos de pagamentos.

Aqueles que já atingiram o tempo mínimo de contribuição, mas não completaram ainda a soma de 85/95, também podem pedir o benefício para garantir ser contemplado com as regras atuais. Caso o saque do benefício não seja feito, o segurado poderá alterar os benefícios da aposentadoria posteriormente, quando atingir o tempo exigido.

Regras da Reforma da Previdência

No primeiro texto enviado ao Congresso para reforma da Previdência, eram exigidos 49 anos de contribuição para ter direito a receber o benefício integral. Mas diante as manifestações e grande rejeição da população, a base aliada alterou a reforma, diminuindo para 40 anos o tempo para receber 100% de benefício.

Nas regras da reforma, o salário de benefício seria de 100% somente para os segurados que completaram 40 anos de contribuição. Também terá direito a aposentar, quem contribuir por no mínimo 25 anos com o INSS. Neste casos, o valor da aposentadoria começa em 70% do valor do benefício, a partir de 25 anos de contribuição. Este valor pode ser aumentado de forma percentual de acordo com cada novo ano trabalhado.

O percentual de aumento do benefício será da seguinte forma:

  • 1,5% por ano, a cada 5 anos
  • 2% por ano por mais 5 anos
  • 2,5% por ano, por mais 5 anos

As regras acima, contemplam com 100% de benefício quem contribuir por 25 anos, mais os 15 anos do aumento percentual de cada ano. Desta forma, quanto mais o trabalhador contribuir, maior será seu salário de benefício.

Extrato INSS

Principalmente os segurados que estão próximos da tão sonhada aposentadoria, é importante descobrir qual seu tempo de contribuição, para calcular qual a melhor maneira de pedir seu benefício. Veja como consultar seu extrato de contribuições com o INSS pela internet.

Aproveite e utilize também nosso simulador de aposentadoria.

Compartilhe no Facebook

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas de Aposentadoria
no seu email

Receba grátis no seu email dicas sobre aposentadoria e como ganhar mais