Menu

65 anos de idade e 25 anos de contribuição para Aposentadoria. As propostas da Reforma da Previdência

Foi anunciado nesta terça-feira (06/12) pelo Governo Federal, a proposta de mudança na Previdência Social a partir de 2017. Entre as principais mudanças propostas pelo Governo, está o pedido de aumento mínimo de 65 anos de idade para homens e mulheres, para aposentadoria pelo INSS.

A proposta Emenda à Constituição foi encaminhada ao parlamento como PEC 287. A proposta de mudança é uma das principais medidas do Governo para controlar os gastos e salvar a previdência da falência a longo prazo.

mudanças-aposentadoria-ins

O que irá mudar na Aposentadoria

As mudanças propostas pelo Governo irão afetar a idade de aposentadoria, o tempo mínimo de contribuição, a Aposentadoria Rural e também os servidores públicos. Já para militares e categorias semelhantes, não foram feitas ainda propostas de mudanças. Confira abaixo uma tabela resumida com as principais mudanças propostas pelo Governo Temer para mudanças na Previdência.

Como é atualmente

Mudanças na Previdência

Idade de Aposentadoria A soma da idade e tempo de contribuição deve ser de 85 para mulheres e 95 para homens 65 anos para homens e mulheres igualmente. Homens com menos de 50 anos e mulheres com menos de 45 terão regra de transição
Tempo mínimo de contribuição 15 anos de contribuição para ter direto a aposentadoria por idade Será necessário o mínimo de 25 anos de contribuição para conseguir se aposentar
Aposentadoria Rural O trabalhador rural se aposenta com 55 anos (mulheres) e 60 anos homens. Precisam comprovar 15 anos de trabalho no campo. O produtor contribui com um percentual sobre a receita bruta de sua produção. Trabalhadores rurais passarão a contribuir para o INSS e se aposentam a partir de 65 anos, com tempo mínimo de 25 anos de contribuição
Servidores Públicos Existe um regime próprio e separado da Previdência Social dos trabalhadores privados. Parte das aposentadorias vem das contribuições dos próprios servidores e outra parte do Governo. Projeto de mudanças prevê fim das diferenças entre regime de previdência geral e o público.
Militares Quando param de servir, os militares ficam inativos. As pensões integrais para filhas solteiras de militares foram extintas em 2000, mas ainda são pagas para quem recebia antes, até o fim da vida Nada muda por enquanto. Um projeto de lei será enviado separadamente.
Compartilhe no Facebook
No Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *